Geral

Operador brasileiro é ‘como irmão’ para presidente do Paraguai, diz jornal

Relação de Darío Messer e Horácio Cartes viria dos anos 1980

Darío Messer, operador financeiro que já foi apontado pela Polícia Federal como o maior doleiro do Brasil, é próximo do presidente do Paraguai, Horacio Cartes. De acordo com o jornal paraguaio ABC Color, Messer e Cartes são como irmãos.

O operador, conforme investigações citadas pela publicação, enviou ao exterior pelo menos US$ 1 bilhão entre 1998 e 2003. Foi investigado, assim como seu pai, pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Teria lavado dinheiro para PT e também em esquemas do ex-governador do RJ Sérgio Cabral.

Quando Messer teve a prisão decretada no Brasil, afirma o ABC Color, fugiu para o Paraguai. Teria tido apoio de pessoas ligadas a Cartes.

A relação entre os 2 viria dos anos 1980. O pai de Darío Messer, Mordko Messer, teria acolhido Cartes “afetiva e economicamente” quando o político tentava se livrar de acusações de evasão de divisas naquela década.

Haga clic para comentar

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

Más popular

Arriba