Geral

Seminário Expedição Safra 10 anos movimenta agronegócio no Paraguai

Hernandarias e Iruña (Paraguai) |

A Expedição Safra Gazeta do Povo entra na reta final dos trabalhos de campo com uma jornada pelo Paraguai, Argentina e Uruguai. Técnicos e jornalistas iniciaram os trabalhos na região da meia-lua da soja paraguaia, com visita a produtores e indústrias. As atividades também foram marcadas pela realização de mais duas etapas do Seminário Expedição Safra 10 anos, promovidos nas cidades de Hernandarias e Irunã.
PUBLICIDADE:
ORO BLANCO

O primeiro encontro, promovido na quinta-feira (17), reuniu cerca de 40 pessoas na sede da sementeira Agro Santa Rosa em Hernandarias, próximo à divisa do Paraguai com o Brasil. Breno Batista Bianchi, presidente do empreendimento, lembrou que a empresa foi a primeira sementeira privada do Paraguai. Ele falou da importância da agricultura para o país. “Estamos aqui há 40 anos e estamos sempre em busca do desenvolvimento do agronegócio”, diz.

Já o segundo encontro ocorreu na manhã desta sexta-feira (18) em uma unidade da Cultivatto, em Iruña. Nesta região o destaque foi a ampliação na área plantada de milho, que cresceu 23% e ganhou espaço sobre as áreas de soja safrinha.

Nos dois eventos, Giovani Ferreira, gerente do Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo, reiterou o papel fundamental da Expedição com abrangência internacional. Ele lembrou que o projeto acompanhou nos últimos 10 anos o crescimento de produção no Brasil e na América do Sul. “Mas é preciso olhar para frente. Para sermos mais eficientes e produtivos precisamos focar em inovação e tecnologia”.
PUBLICIDADE:
nissan 2

A avaliação foi complementada pelo gerente nacional de vendas da Spraytec, Walter Neto. “Somos uma empresa que cresce 40% ao ano, e a informação é um item chave para viabilizar esse crescimento. A Expedição Safra gera uma contribuição valiosa nesse sentido”, apontou.

Ferreira apresentou os números da safra paraguaia. Em 10 anos, a produção de soja no Paraguai cresceu 142%, para 8,8 milhões de toneladas e a área teve um incremento de 40%, para 3,4 milhões de hectares. Já o milho registrou crescimento de 63% na oferta (para 3,2 milhões de t.) e 58% no plantio (atingindo 700 mil hectares).

Mais do que salto na produção, o crescimento também simboliza presença de mercado. Hoje o Paraguai é o quarto maior exportador mundial de soja e com a falta de milho no mercado brasileiro a expectativa é que os paraguaios exportem um volume maior do cereal nesta temporada. “75% das exportações são do agronegócio. O Paraguai é um grande produtor e tem potencial para crescer ainda mais”, afirma Ferreira.
Roteiro pela ‘meia -lua da soja’ no Paraguai abriu roteiro da Expedição Safra pela América do Sul. Albari Rosa/ Gazeta do Povo
PUBLICIDADE:
12042634_958725674150928_7329707493715461530_n
WWW.PARAGUAYDIGITAL.COM

Haga clic para comentar

Most Popular

Arriba