Conectate con nosotros

Notas

Ela cuida de quatro fazendas de soja e não tem medo da crise

Publicado

en

A agricultora paulista Telma Brambilla demonstra que, com administração profissionalizada e cuidados no manejo, até um ano complicado pode render lucros

PUBLICIDADE.
INMOBILIARIA CAPITAN BADO.
PUBLICIDADE.
PUBLICIDADE.

“Aqui temos uma terra de alta fertilidade, latossolo roxo e sem problemas de alumínio. O maior problema seria o relevo. Mas até neste quesito ela conseguiu se dar bem e ter altos rendimentos na soja e no milho. Isso porque está usando terraços, com espaçamento muito adequado. E mesmo com fortes chuvas, não teve erosão nenhuma. Tudo perfeito”, explica Lantmann.

Para superar desafios agronômicos como esse, a agricultora conta com o auxílio de um engenheiro agrônomo especializado. Segundo ele, a maior dificuldade nesta safra tem sido o atraso do plantio. Até agora, pouco mais da metade da área foi plantada. No ano passado tudo já estava pronto nesta mesma época.

“Nesta época, em nossa região, a soja já deveria estar toda planta e germinada, inclusive. Esse atraso no plantio da soja vai acabar impactando no tamanho da janela do milho segunda safra. E, consequentemente, vai baixar um pouco a quantidade de tecnologia no plantio desta segunda cultura”, conta o engenheiro agrônomo, Valdecir Cravo.

Armazenagem

Outro problema enfrentado pelos produtores da região é a baixa capacidade de armazenagem, principalmente nas cooperativas. A última supersafra lotou os armazéns, o que pode comprometer o armazenamento da produção de soja, do próximo ano. “As cooperativas, que deveriam cuidar de nossos interesses, não estão nem aí. Não investem em silos e, se depender deles, ficamos na mão. Por isso já estamos analisando a possibilidade de investir em um silo próprio”, conta Telma.
VIDEO.

SHOPPING CHINA SALTO
PUBLICIDAD:

Sigue leyendo
Anuncio
Anuncio
Anuncio

Recientes

Facebook

Más popular